segunda-feira, 13 de julho de 2009

As novidades no mundo das dietas

Hambúrguer frito, bacon crocante, queijo super gorduroso e o mínimo de alface. Será possível chamar isso de regime? Difícil acreditar, mas é possível. É uma dieta criada há 30 anos pelo médico americano Robert Atkins. Ela elimina os carboidratos, ou seja, açúcares, massas, pães, farinhas e grãos. Libera justamente as grandes vilãs da medicina, as gorduras.

Como funciona? "Qualquer dieta, por mais cretina que seja, sempre dá certo a curto prazo", diz o sueco Stephan Rossner, especialista em obesidade.

"Como ela restringe aqueles alimentos que são comuns no dia-a-dia, ela acaba trazendo uma baixa adesão. A pessoa acaba desistindo de fazer essa dieta rápido", avalia a nutricionista Mônica Beyruti.

"Se o Atkins viesse a um congresso mostrar resultados com pacientes acompanhados por quatro anos, ele seria convidado de honra", afirma Rossner.

O maior congresso mundial de obesidade aconteceu esta semana em São Paulo. Estava lá o irreverente doutor Rossner, que até já apresentou na TV da Suécia um programa de culinária. Já Atkins não deu as caras. Em compensação, ele aparece cada vez mais em algumas das revistas mais conhecidas do mundo.

Teoricamente, emagrecer é fácil. Uma simples questão matemática. Basta a pessoa comer menos calorias do que ela gasta. Mas se ela comer mais do que gasta, o excesso vira gordura. Por quê?

O respeitado médico britânico Philippe James, que também veio para o congresso em São Paulo, explica que nosso cérebro fica muito feliz quando engordamos, de tanto que sofreu ao longo da evolução do homem, em situações desesperadoras de falta de comida.

O sueco Rossner completa: "A evolução selecionou os indivíduos que sobreviviam porque estocavam energia dentro do corpo, ou seja, acumulavam gordura. Mas como nos dias de hoje existe muita comida disponível 24 horas por dia, nosso organismo não sabe lidar com isso".

Explicando melhor, emagrecer é contra a natureza. O cérebro manda o organismo acumular gordura, com medo de uma época de escassez. Por isso é tão difícil emagrecer. E por isso existem tantas dietas, várias delas radicais.

Como esta, que corta impiedosamente as gorduras. "A principal desvantagem é que ela corta tanto as gorduras, que acaba cortando também as gorduras necessárias, como as presentes no azeite de olina, no óleo de canola, na azeitona", explica Mônica.

Mas se a dieta que libera as gorduras, a do doutor Atkins, não é a ideal, e que corta as gorduras também tem problemas, o que fazer? A resposta: comer um pouco de tudo. Como este prato com arroz, feijão, alface, tomate e frango grelhado. "Ela não é monótona, faz com que o paciente tenha maior adesão à dieta. Só que para perder peso, ela vai se dar a longo prazo, mas ela vai trazer como conseqüência, uma manutenção do peso", diz a nutricionista.

Só que para perder peso, a gente sabe, não basta comer menos. Exercício é fundamental. Mas quanto? De acordo com os especialistas, o resultado mais importante apresentado no congresso tem a ver com justamente com atividade física, aquilo que tanta gente faz com a esperança de perder peso. Segundo os novos resultados, aquela meia hora diária de exercício que os médicos costumavam recomendar não é suficiente. Quem quiser emagrecer de verdade terá que se esforçar muito mais.

"Trinta minutos por dia é muito pouco. A pessoa teria que fazer, pelo menos, sessenta minutos por dia para poder, com o exercício, ajudar a perder peso", avisa Marcio Mancini, presidente da Associação Brasileira de Estudos da Obesidade.

Dieta equilibrada, atividade física, até aí estamos num mundo ideal. Mas e no dia-a-dia de verdade, o que se pode ou não fazer?

Comer carboidrato à noite engorda? "Não faz diferença se você come carboidrato de manhã ou à noite, o que vale é o balanceamento entre carboidrato, proteína, gordura e o número de calorias que você está comendo", desmistifica Mancini.

Comer antes de ir para cama engorda? "Vai depender do número de calorias que você gastou durante o dia e comeu durante o dia. O que vale é o balanço de quanto entrou e quanto queimou nas 24 horas".

"Tomar líquidos durante as refeições não é recomendável. Mas também não se deve proibir. Até um copo de água nas refeições está perfeito".

Frutas estão liberadas? "Você pode comer uma quantidade razoável de frutas por dia. Digamos cinco ou seis porções de frutas por dia. O ideal é que essas frutas não sejam comidas de uma vez, que sejam distribuídas durante o dia".

Sucos de frutas, tudo bem? "Suco de fruta já é algo que você deve tomar cuidado. Se o dia estiver quente e você estiver com sede, pode ingerir uma grande quantidade de calorias tomando suco de laranja, por exemplo. Melhor optar pelo maracujá, pela limonada, ou pelo suco de acerola, que têm menos calorias".

Se o senhor tivesse que fazer uma recomendação de dieta, qual seria? "Substitua a gordura por comidas ricas em fibras, como frutas, legumes, verduras, pão integral. Isso faz um bom volume no prato, mata a fome e têm poucas calorias", define Rossner.

"Nunca coma em pé ou vendo televisão. Você se distrai e não percebe que está comendo demais", recomenda Philippe.

Hoje se sabe que 70% da obesidade tem origem genética. O que dá novas esperanças para aqueles cujos genes não ajudam na hora das dietas. "No futuro vai se colher o sangue do paciente, vai ter um perfil de todos os genes, você vai ajustar pela genética o medicamento ideal para a pessoa que está precisando", prevê Mancini.

Talvez o futuro seja como no filme "O Dorminhoco", em que Woody Allen acorda no ano de 2073, quando as gorduras são consideradas saudáveis. Já pensou?

Fonte: http://fantastico.globo.com

3 comentários:

Cris Fênix disse...

Adorei as rosas, obrigada!
Já fiz a dieta do Dr. Atkins, emagreci um montão, porém tive um desinteria danada, meus exames ficaram péssimos, minha pele ficou horrível, Não compensa o emagrecimento.
Não adianta, para emagrecer a palavra chave é o equilíbrio, tudo em excesso faz mal.
Beijos

Tay disse...

É isso aí, Cris!!! Nada tão rigoroso pode dar certo por muito tempo! O bom é ponderar sobre o comer de tudo um pouquinho e não cometer exageros!!! É o equilíbrio que mencionaste!!! Beijoca!

Muriel disse...

Oi. Adorei as rosas, e aodrei tbm to seu post... Realmente dieta não é para nós..... Tenha uma noite cheia de alegria e encantos ... Bjinhos .. Bai bai .....